Secretário anuncia prisão de servidores que ‘facilitaram’ fuga de detentos em presídio do AM

O secretário de Administração Penitenciária (Seap), coronel da PM Cleitman Coelho, informou que irá pedir a prisão preventiva dos servidores suspeitos de envolvimento na fuga de 35 presos do Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDP II).

De acordo com o secretário, os detentos, todos considerados de altíssima periculosidade, fugiram de três celas, por meio de um túnel de 7,5 metros escavado de dentro de uma das celas da unidade. “Eles arrebentaram os cadeados e escaparam. ”

Cleitman afirmou, ainda, que a Seap está trabalhando com a Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SSP-AM,), do Departamento Penitenciário Nacional (DIpem) e outros órgãos do sistema de segurança, estando em campo na captura dos fugitivos. Segundo ele, todos são acusados de tráfico de drogas e homicídios e que todos os detalhes da fuga já estão sendo apurados e que os envolvidos serão apresentados ainda esta semana.

O secretário destacou que, entre os fugitivos, está Kaio Wellington Cardoso dos Santos, mais conhecido como “Mano Caio”, que seria um dos chefes da facção criminosa Família do Norte (FDN) e um dos responsáveis pelo massacre de presos de 1º de janeiro do ano passado, que deixou cerca de 60 mortos no sistema prisional do Estado.

Processo administrativo

Cleitmann Coelho determinou, ainda, a instauração de processo administrativo para apurar as circunstâncias da fuga além de ter adotado novas medidas de segurança para prevenir o registro de episódios semelhantes.

Ele também afirmou que o governo não admite que servidores com conduta questionável permaneçam em funções de grande responsabilidade e que coloquem em risco a sociedade.

O secretário explicou que o CDPM II é uma unidade de autogestão, isto é, não tem contrato com empresas que atuem auxiliando na administração do presídio. Ainda de acordo com o secretário, todos os agentes da unidade são agentes públicos de carreira, mas, segundo ele, “isso não justifica a perda de controle para se registrar uma fuga desse tamanho”.

A nova direção do CDPM II é composta essencialmente por servidores da Seap e policiais militares.

Conforme Cleitmann Coelho, a possível renovação do contrato do Governo do Estado com a empresa Humanizzare, especializada na administração de penitenciárias, não está confirmada. O secretário disse que uma nova licitação está em andamento para empresas interessadas na prestação do serviço.

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: