Polícia Civil pede o apoio da população para localizar e prender homem envolvido em homicídio na capital

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado Guilherme Torres, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de Marco Aurélio de Moraes Pinheiro, conhecido como “Junior Peruano”, envolvido no homicídio de Ronniery Nascimento Rodrigues, o “Ronni”, ocorrido no dia25 de janeiro deste ano. A vítima tinha 30 anos.

Conforme Guilherme Torres, a ossada de “Ronni” foi encontrada na tarde de terça-feira (27/3), em uma área de mata conhecida como “Buritizal”, no bairro Flores, zona centro-sul da capital. De acordo com a delegada Catarina Torres, titular da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), as investigações em torno do caso tiveram início após o irmão da vítima formalizar, no dia 29 de janeiro deste ano, Boletim de Ocorrência (BO) na base da Deops, sobre o desaparecimento de Ronniery.

O diretor do DRCO explicou que Fernando dos Santos da Silva, 30; Gean Gomes das Chagas, 22, conhecido como “Babidi”, e Thiago Nazaré da Silva, 22, o “Chili”, envolvidos no crime, foram presos ao longo da tarde de terça-feira (27/03), por volta das 14h, em bairros distintos da capital, durante diligências envolvendo as equipes do DRCO e Deops.

As buscas pelos restos mortais da vítima contaram com o apoio de servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), além de policiais militares da Companhia de Policiamento com Cães (CIPCães) e Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM).

Procurados – Conforme o diretor do DRCO, Marco Aurélio e Arlison Bentes da Silva, o “Coreano”, continuam sendo procurados pela polícia. “Encontram-se foragidos ‘Junior Peruano’ e ‘Coreano’. Os dois têm participação ativa no homicídio de Ronniery. Nós já estamos realizando buscas por esses infratores e, assim que efetuarmos a prisão de Marco Aurélio, poderemos esclarecer a motivação do crime. Iremos, ainda, cumprir um mandado de prisão deferido em nome de Adriano Rolin da Silva, 29, o ‘Dri’, que já está na cadeia, no Rio de Janeiro”, disse.

O delegado ressaltou que delações em torno do caso e informações sobre a localização dos procurados podem ser feitas ao número (92) 99448-9602, do DRCO, ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM. “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Guilherme Torres.

 

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: