Now Reading:
Em Boa Vista filho de vereador é indiciado por homicídio

Em Boa Vista filho de vereador é indiciado por homicídio

O jovem Kaique Alves Lima foi indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de homicídio e lesões corporais dolosos. Em setembro do ano passado ele se envolveu em um acidente que deixou duas pessoas mortas e três feridas. Com o impacto uma das vítimas foi lançada a 10 metros de distância.

Segundo informou nesta quinta (11) a Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT), Kaique, que é filho do vereador Idázio da Perfil (PP), dirigia sob o efeito de álcool, em alta velocidade e ultrapassou o sinal vermelho. O acidente entre um carro conduzido por Kaique e uma motocicleta ocorreu no cruzamento das avenidas Major Williams com Ene Garcez, no Centro da cidade, no dia 8 de setembro de 2017.

Romário de Souza, de 23 anos, que conduzia a motocicleta, e Renato Bezerra, de 22 anos, que estava no banco traseiro do carro de Kaique morreram. De acordo com o apurado no inquérito policial, o Kaique e os amigos que estavam em outros carros, começaram a ingerir bebida alcoólica na tarde do dia anterior ao acidente. Depois de passarem por bares e festas eles seguiam para outro local por volta das 2h da madrugada quando cruzaram a Major Williams.

“Observando as imagens das câmeras, ficou claro que Kaique nem se preocupou com o sinal vermelho e atravessou a avenida, vindo causar a colisão com a motocicleta”, afirmou a DAT. Os vídeos do local ajudaram a perícia a constatar que o carro era conduzido a 85 Km/h e a motocicleta também estava em alta velocidade, a 95,5 Km/h.

Outras vítimas e indiciados

Com a colisão, além das duas vítimas que morreram, outras três pessoas sofreram lesões corporais graves: Cícero Matheus de Lucena, 22; Brenda de Morais Pereira, 23; e Jenyfer Kriste da Silva Vasconcelos, 22. Jenyfer era esposa de Romário e estava na moto com ele. Os outros dois estavam no carro.

Ao final da investigação, o inquérito policial foi remetido pelo delegado Juraci Rocha ao Judiciário com o indiciamento de Kaique pelos crimes de homicídio e lesões corporais dolosos, tendo como base o dolo eventual, que é quando a pessoa assume o risco.

Além de Kaique, outros três amigos que estavam nos outros veículos também foram indiciados por embriaguez ao volante. Eles também devem responder, de acordo com a situação de cada um, por entrega de direção de veículo automotor a pessoa não habilitada, dirigir veículo automotor sem ser habilitada, participação na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa, etc. gerando situação de risco à população e incolumidade pública ou privada.

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: