BNDES aprova primeiro financiamento para exportação dos novos jatos da Embraer

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (29) a aprovação do primeiro financiamento voltado para a exportação da nova família de jatos comerciais da Embraer. O apoio será de até US$ 85 milhões para exportar até 15 aeronaves para a empresa norueguesa Widerøe, disse o banco.

A Widerøe é a maior companhia aérea regional da Escandinávia e será a primeira companhia aérea no mundo a receber o novo jato E190-E2. O primeiro voo comercial está previsto para o dia 24 de abril, na Noruega.

 

Segundo o BNDES, a aquisição do primeiro E2 por uma empresa aérea do país escandinavo “atesta o produto como o mais ambientalmente amigável em sua categoria”, uma vez que a Noruega tem a causa ecológica como uma de suas principais bandeiras. O país é também o principal doador de recursos ao Fundo Amazônia, do qual o BNDES é gestor.

Modernidade e economia

As aeronaves negociadas são do modelo E190-E2, o primeiro membro da família de E-Jets E2. O BNDES também financiou o desenvolvimento dessa nova família de jatos Embraer, investindo, entre 2014 e 2015, R$ 1,2 bilhão no projeto.

De acordo com a empresa aeronáutica, os novos sistemas e motores do E190-E2 proporcionam uma economia da ordem de 17% no consumo de combustível, bem como menor emissão de gases e ruídos, em comparação à primeira geração do E190.

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: