30.2 C
Manaus
Manaus, 23 de outubro de 2018

URGENTE: PRP rejeita aliança de general Heleno como vice de Bolsonaro

De acordo com uma nota publicada pelo site da revista Veja na manhã desta quarta-feira (18), o general Augusto Heleno Ribeiro não deverá ser mais o vice de Jair Bolsonaro na disputa pelo Palácio do Planalto.

Considerado como ‘Plano B do deputado após a recusa do senador Magno Malta (PR-ES), Heleno havia aceitado o convite, mas o PRP – partido ao qual o general está filiado – rejeitou a aliança com o PSL.

O PSL pretendia firmar o acordo em uma reunião ocorrida na noite desta terça. Mas, na conversa, os representantes do PRP alegaram que já haviam se comprometido com algumas alianças regionais e que não haveria viabilidade de consultar os diretórios para fechar questão em torno de Bolsonaro.

“O que eles alegaram é que não daria tempo de reunir os estados, que tem estados que já estão fechados com o governador e gente querendo apoiar outro candidato (à Presidência)”, defendeu Bolsonaro.

Mesmo quando o PSL ofereceu uma aliança apenas no plano nacional, com liberdade nos Estados, a resposta foi negativa. “Todo mundo ficou chateado. Nós achamos que seria bom para o PRP”, afirma ele.

Nova Opção

Agora, Bolsonaro tende a escolher alguém do próprio PSL para o posto. A advogada Janaína Paschoal, filiada à sigla, tem sido citada por ele como o nome mais provável depois de Malta e Heleno.

Com a recusa de PR e PRP, Bolsonaro pode disputar a eleição com apenas 7 segundos diários de propaganda eleitoral na TV. O deputado ainda guarda esperança de atrair outra sigla para a coligação: “Até 5 de agosto, tudo pode acontecer”, diz.

Notícias Relacionadas

MPC determina que Governo do Estado realize enceramento de mandato e transição com urgência

Redator Tucumã

Sérgio Cabral se ‘livra’ de presídio federal pelas mãos de Gilmar Mendes

Redator Tucumã

Apenas dois partidos políticos têm maioria feminina no Brasil

Celso
%d blogueiros gostam disto: