30.2 C
Manaus
Manaus, 23 de outubro de 2018

Saiba o que acontece se o eleitor votar somente na legenda

A indecisão na hora de escolher um candidato pode fazer com que muitos eleitores prefiram o voto na legenda. Nesse tipo de voto — possível apenas para deputado distrital e federal —, em vez de escolher um candidato específico, o cidadão prefere votar no partido. Para isso, basta digitar o número da legenda, de dois dígitos, e apertar confirma.

Entretanto, o que muitos eleitores ainda não sabem é que, com as mudanças nas regras eleitorais feitas em 2015, o eleitor que optar por essa estratégia pode acabar beneficiando outra sigla e ajudar a eleger um candidato de um partido com viés político totalmente diferente.

Isso porque a nova regra, aplicada pela primeira vez nas eleições municipais de 2016, determina uma “nota de corte” para postulantes, ou seja, o candidato precisa ter um número mínimo de votos válidos, equivalente a 10% do quociente eleitoral de ano da eleição.

O quociente é o número de votos válidos dividido pelo número de vagas na disputa. Em um cenário hipotético, se houver 1 milhão de votos válidos para uma eleição com 500 “cadeiras”, o quociente será de 2 mil (1 milhão dividido por 500). Para o candidato se eleger, é necessário que tenha pelo menos 10% desse número, ou seja, 200 votos.

A medida foi adotada para evitar que um candidato com quase nenhum voto acabe eleito porque outro candidato de seu partido teve uma votação muito grande, “puxando” outros nomes de sua legenda. A regra, porém, pode gerar um outro efeito.

Caso, no exemplo hipotético acima, um partido receba 10 mil votos válidos, terá direito a cinco vagas (10 mil dividido por 2 mil, que é o quociente eleitoral). No entanto, se a maior parte dos votos for na legenda, os candidatos mais bem colocados podem não atingir a “nota de corte” e o partido acabar perdendo suas vagas. Nesse caso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) refará os cálculos, e as vagas poderão ser distribuídas para outros partidos.

Fonte: Correio Braziliense

Notícias Relacionadas

Pré-candidata a deputada estadual Liliane Araújo propõe criação do Fórum Comunitário de Defesa da Mulher

Daly Ruiz

Pesquisa Ibope mostra rejeição a Bolsonaro chegando a 54% entre as mulheres

Redator Tucumã

Confira a agenda dos candidatos ao Governo do AM nesta quinta-feira (30)

Redator Tucumã
%d blogueiros gostam disto: