32.5 C
Manaus
Manaus, 23 de outubro de 2018

Roger Waters da banda Pink Floyd chama Bolsonaro de neofascista em show

O momento político do Brasil ganhou espaço no enorme telão de LED do primeiro show de Roger Waters, pela turnê US and Them, na Arena Allianz Park, em São Paulo. Na noite desta terça-feira (9/10), o artista que é um dos fundadores da banda Pink Floyd provocou aplausos e vaias do público brasileiro ao enquadrar o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) como um neofascista.

Na lista, exibida durante o concerto, Waters apresentou nomes de fascistas e os respectivos países. Bolsonaro, representando o Brasil, apareceu ao lado de líderes como Donald Trump (Estados Unidos), Vladimir Putin (Rússia) e os premiês Viktor Orbán (Hungria) e Jaroskaw Kaczynski (Polônia). A projeção também ganhou as cores da bandeira LGBT e exibiu a #Elenão, após a música Eclipse.

Nas redes sociais, a manifestação foi amplamente debatida com eleitores pró e contra Bolsonaro. O assunto chegou a ocupar o quarto lugar do trend topics no Twitter no Brasil.

Conhecido por se posicionar politicamente durante as atuações, Roger Waters, 75 anos, cumpriu com a promessa que fez durante uma coletiva de imprensa sobre a turnê, concedida no fim do ano passado. Segundo ele, os shows iriam avisar às pessoas de que governantes pouco capacitados estão no poder. “É por isso que as pessoas querem sair por aí e se embebedar. Querem esquecer disso, e não ficar nem aí para a política, ficar nem aí para os direitos humanos”, declarou, à época.

No domingo, dia 21 de outubro, Roger Waters se apresenta em Belo Horizonte, no Mineirão.

Notícias Relacionadas

Em feira de adoção de Luisa Mell, pessoas desistem ao não encontrar ‘cães de raça’

Redator Tucumã

Platéia de Silvio Santos ‘desmascara’ ex-bbb Marcos Harter durante programa; VEJA:

Redator Tucumã

Ator de “As Visões da Raven” é preso pela 3ª vez no ano

Suammy Saiury
%d blogueiros gostam disto: