25 C
Manaus
Manaus, 26 de setembro de 2018

Polícia Civil prende quatro pessoas envolvidas em homicídios e roubos em Iranduba e Distrito de Cacau Pirêra

A Polícia Civil do Amazonas apresentou na manhã deste sábado (15/9), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, na Delegacia Geral, Andrio Willimes Vidal de Araújo, 20; Adenilson Ward Nisz da Silva, 21; Janderson Beleza da Costa, 25, conhecido como “Jandinho”. Os elementos são autores de crimes distintos praticados em Iranduba e no Distrito de Cacau Pirêra, distante 27 quilômetros em linha reta da capital, e foram presos em cumprimento de mandados de prisão. Já Marcos Jhones Lima de Moura, 23, foi preso durante a ação policial por ser foragido do sistema prisional de Coari.
Conforme a delegada Suely Costa, titular do Posto de Policiamento Integrado (PPI) de Cacau Pirêra, os policiais civis lotados no local deflagraram ao longo da manhã desta sexta-feira (14/9), a “Operação Piratas do Cacau”, que teve como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva em nome de elementos envolvidos com homicídios, roubos, furtos e outros crimes ocorridos naquela localidade.
“Deflagramos essa ação policial com o intuito de tirar de circulação esses indivíduos de alta periculosidade, que cometem crimes na região. Chegamos primeiramente até Janderson, o “Jandinho”, que foi encontrado na casa dele, situada na rua Beira Rio, bairro Alto de Nazaré, em Cacau Pirêra. Ele está envolvido em um roubo a um ônibus ocorrido no dia 23 de maio deste ano”, disse Costa.
Conforme a titular do PPI, dando continuidade aos trabalhos, a equipe de investigação do posto localizou, em seguida, Adenilson. O jovem foi preso na própria residência, localizada na rua 8, do próprio distrito. Durante revista no local, os policiais civis encontram um simulacro de arma de fogo, utilizado por ele para praticar os roubos na região, como o ocorrido em 1º de agosto deste ano. Na ocasião, Adenilson e comparsas invadiram uma escola municipal, e de forma agressiva renderam funcionários e alunos da unidade. Eles empreenderam fuga levando objetos pessoais e materiais do colégio.
“Destaco que a prisão de Adenilson foi muito importante, pois ele já possui um histórico de crimes muito vasto na região. Além do roubo que ele cometeu junto com os comparsas, em agosto desse ano, Adenilson é reconhecido por testemunhas como autor de diversos roubos a transportes públicos. Esse jovem também é autor de um latrocínio que cometeu quando tinha apenas 17 anos. Na época ele roubou e matou um mototaxista”, relatou à delegada.
Durante a abordagem na casa de Adenilson, os policiais do PPI também encontraram Marcos Jhones. O jovem de 23 anos confessou que era foragido do sistema prisional de Coari, onde cumpria pena em regime semi-aberto, por roubo. “O Marcos Jhones estava em outro cômodo, com uma tornozeleira violada. Levamos a dupla para delegacia, e lá onde identificamos que ele estava foragido do sistema prisional de Coari.”, declarou Suely Costa.
O mandado de prisão preventiva por roubo em nome de Janderson foi expedido em 4 de setembro deste ano. Já Adenilson teve a prisão decretada em 24 de novembro de 2017. As ordens judiciais foram solicitadas pelo juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da 2ª Vara de Iranduba. O trio será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão ficarão à disposição da Justiça.

Caso Iranduba – Ao longo da coletiva de imprensa, a delegada Sylvia Laureana, titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), de Iranduba, comentou sobre a prisão de Andrio, efetuada em decorrência de mandado de prisão preventiva por homicídio em nome dele. Os trabalhos para a captura do jovem ocorreram na noite da última quinta-feira (13/9), por volta das 20h, realizada pelos policiais civis e militares do município.
“Apesar de muito jovem, esse elemento é de alta periculosidade. Ele é autor a morte de Hidelbrando Rocha Alcantara, o “Ceará”. O crime aconteceu no dia 15 de dezembro de 2016. Na época, Andrio e um comparsa identificado como José Elias Belmiro de Oliveira, 22, conhecido como “Zé Belmiro”, que já encontra-se preso em regime fechado, mataram a vítima devido a Ceará denunciara os crimes cometidos pela dupla”, explicou Laureana.
A titular da 31ª DIP ressaltou que o infrator também está envolvido em outros dois homicídios, o de Marcos Felipe Matos da Silva, morto em setembro de 2016. Na ocasião, Marcos foi esquartejado e teve as partes do corpo ocultadas em uma área de várzea no Distrito de Cacau Pirêra; e de Pedro Cordeiro da Rocha, morto com golpes de terçado e zagaia, enquanto pilotava uma pequena embarcação.
O mandado de prisão preventiva por homicídio em nome de Andrio foi expedido no dia 27 de março deste ano, pela juíza Ana Paula Medeiros Braga, da Comarca de Iranduba. Ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, o infrator será levado ao CDPM e ficará à disposição da Justiça.

Notícias Relacionadas

Sancionada lei que dá prioridade a professores para receber restituição do IR

Redator Tucumã

Corpo de aviador desaparecido é encontrado

Redator Tucumã

Polícia Civil prende jovem envolvido em roubo a padaria, ocorrido em abril de 2017, no bairro Aparecida

Redator Tucumã
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
%d blogueiros gostam disto: