27.5 C
Manaus
Manaus, 19 de outubro de 2018

Irlanda vota hoje para legalizar o aborto

Três anos depois de surpreender e aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a Irlanda vota nesta sexta-feira, 25, um referendo sobre a liberalização do aborto. Com forte influência da Igreja Católica, o país tem as leis mais restritivas da Europa para a prática.

Os eleitores irão decidir se revogam a oitava emenda constitucional, que proíbe o aborto em todos os casos, exceto quando há perigo para a vida da mãe. Interromper uma gravidez no país pode resultar em 14 anos de prisão, mesmo em caso de estupro ou incesto.

Os colégios eleitorais abriram às 7h  (3h em Brasília) e fecharão às 22h (18h em Brasília). O resultado deve ser conhecido no sábado (26) à noite.

As últimas pesquisas davam uma leve vantagem para os partidários do “sim”, mas essa margem aparece menor em algumas pesquisas. Além disso, um em cada seis pessoas permanece indecisa. Mais de 118.000 cidadãos solicitaram inscrição para votar.

Até pouco tempo, a Irlanda era um feudo da Igreja Católica, por razões históricas e também políticas, relacionadas com seu secular enfrentamento com a anglicana Inglaterra. O país teve sua independência do Reino Unido no início do século XX. O escândalo dos abusos sexuais de crianças por parte do clero, entre outros, enfraqueceu sua posição.

Caso o “sim” vença, o governo de Leo Varadkar já tem uma lista de mudança nas leis, que permitiria abortar livremente durante as doze primeiras semanas de gravidez e, em algumas circunstâncias, nos primeiros seis meses.

Notícias Relacionadas

França e EUA prometem resposta a uso de armas químicas na Síria

Celso

Show é cancelado na Holanda por ameaça terrorista

Redator Tucumã

Motorista esquece de puxar freio de mão e deixar carro cair em piscina; VEJA:

Redator Tucumã
%d blogueiros gostam disto: