29.5 C
Manaus
Manaus, 21 de outubro de 2018

Governo Federal lança nova plataforma de serviços digitais; VEJA

Serviços
Foto/Divulgação

O governo federal lançou hoje (23) a nova plataforma de serviços digitais. O portal de serviços (www.servicos.gov.br) reúne 1.600 serviços diferentes de várias áreas do Estado. A ideia é desburocratizar uma série de serviços que antes exigiam que o cidadão fosse a alguma repartição pública para tirar um documento ou dar entrada em algum pedido.

Dentre os serviços oferecidos estão solicitação de salário-maternidade, de Carteira de Trabalho e de aposentadoria por idade. O governo visa também a redução de custos com os serviços digitais. De acordo com o Ministério do Planejamento, os custos para o cidadão podem ser reduzidos em até 90%, medidos em tempo utilizado, pagamento de taxas e deslocamentos. Segundo a pasta, a economia para os usuários desses serviços pode chegar a R$ 144 milhões anuais.

As novidades anunciadas nesta terça-feira compõem o Programa Brasil Eficiente, lançado em março do ano passado. O governo quer desburocratizar o atendimento ao cidadão e às empresas, contribuindo para a melhoria do ambiente de negócios no país.

“Queremos que o brasileiro veja que o Estado está mais ágil e mais eficiente. Se o cidadão precisa de uma informação, um documento, é obrigação do governo facilitar ao máximo. As iniciativas que estamos lançando vieram para desburocratizar”, disse o presidente Michel Temer no lançamento da plataforma.

Identidade digital

Nesta terça-feira, foi lançada também a Documento Nacional de Identificação (DNI). Trata-se de um documento digital que reúne informações da identidade, CPF, Título de Eleitor e Carteira de Habilitação. A DNI será usada, a título de projeto-piloto, no Paraná. “Já nesta eleição, os eleitores do Paraná poderão utilizar o DNI para votar, sem precisar de qualquer outro documento”, disse o ministro do Planejamento, Esteves Colnago.

Notícias Relacionadas

Receita simplifica documentos para liberação de equipamentos aeronáuticos

Celso

Polícia investiga possível mandante da morte de PM em São Paulo

Redator Tucumã

Decisão judicial suspende a entrada de venezuelanos no Brasil

Redator Tucumã
%d blogueiros gostam disto: