30.2 C
Manaus
Manaus, 23 de outubro de 2018

Engenheiro Afonso Lins é um dos cotados para a renovação na política do Estado

Como já se sabe os eleitores do Amazonas devem realmente promover uma verdadeira renovação na Assembleia Legislativa nas eleições deste ano.  E diante deste novo cenário, dentre os candidatos que despontam nas pesquisas para a renovação se destaca o engenheiro civil e candidato a deputado estadual Afonso Lins.

Colocado como um dos que estariam mais preparados a disputar este pleito, Afonso vem sendo bem cotado para ser eleito como deputado estadual pelo Partido Verde (PV).

“As pessoas querem renovação, novos representantes na Assembleia. E o papel do parlamentar é propor e discutir as leis. Por isso, é importante uma formação”, comentou Afonso, que além de ser engenheiro, tem formação em Direito e Economia.

Presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM) e ex-superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Estado, Afonso se destaca também por ser ficha limpa. Ocupação que tem sido cada vez mais rara diante dos sucessivos escândalos na política.

“Penso que ser ficha limpa é obrigação. Na verdade, as pessoas até me perguntam o porquê de eu querer entrar na política. Mas eu penso que é dever das pessoas de bem participarem deste processo e retribuírem para a sociedade tudo aquilo que a gente conquistou. É somente assim que poderemos mudar a realidade da nossa cidade, do nosso Estado, e deixar um lugar melhor para os nossos filhos”, destacou Afonso.

Como gestor, Afonso possui uma vasta experiência na área. No Crea, é o responsável pelo processo de interiorização do Conselho, levando inspetorias para o interior do Estado. Tanto que, até o fim do ano, pelo menos 16 municípios terão representação e outros 15, um representante. No Dnit, foi Afonso quem comandou a recuperação da BR-174, entre outras rodovias no interior. Agora, como deputado, a ideia é usar esta experiência para levar desenvolvimento aos nossos irmãos interioranos.

“O setor primário precisa se desenvolver para que o Amazonas produza seus próprios alimentos. É importante que os produtores do interior recebam incentivos, mas é fundamental também pensar no escoamento desses produtos. Não adianta produzir se não pensarmos na logística de distribuição”, ressaltou Afonso.

Na capital, Afonso é o autor do Prefeitura Mais Presente, que levou os serviços do poder público municipal a mais de 70 mil pessoas nas regiões mais afastadas de Manaus.

“Acredito que como engenheiro, posso contribuir para os profissionais da região. Mas o mandato não se resumirá a isso. O sucesso do Prefeitura Mais Presente é um exemplo de como podemos usar a criatividade para levar soluções que efetivamente ajudem a vida das pessoas”, finalizou.

Notícias Relacionadas

Ruas amanhecem ‘sujas’ com santinhos nas principais avenidas da capital

Redator Tucumã

Confira a agenda dos candidatos ao governo do AM para este fim de semana

Redator Tucumã

Domingo de eleição contará com blitz de Lei Seca do Detran-AM

Redator Tucumã
%d blogueiros gostam disto: