Empresário e tia envolvidos com rede de prostituição responderão em liberdade

Fabian Neves dos Santos, 37, que foi preso na tarde de ontem (8), com uma menia de 13 anos e a tia dela em motel, na Zona Norte de Manaus responderá pelo crime de estupro de vulneral e a tia por favorecimento de prostituição ou exploração sexual, em liberdade provisória.

O empresário e a tia da garota usaram tornozeleira eletrônica e deverão manter distância da menina, farão recolhimento domiciliar noturno e não poderão sair da cidade, de acordo com o juiz Celso Souza de Paula, titular do primeiro Tribunal do Júri e plantonista da Vara Criminal do Fórum Ministro Henoch Reis, que realizou a audiência de custódia.

Ainda de acordo com o Juiz, a liberdade provisória se deu pelo fato do acusado não ter antecedentes criminais, ter emprego fixo e residência em Manaus e do crime não ter sido executado mediante violência real e sim violência presumida por conta da idade da menina. Esses são requisitos exigidos pela lei para que seja concedida a liberdade provisória. A pena por estupro de vulnerável pode avariar de 8 a 15 anos de reclusão.

Após a prisão dos dois, a Delegada da Depca iniciou investigação para acompanhar o caso, pois acredita haver outras pessoas envolvidas.  “Acabamos constatando que se tratava de uma rede de prostituição. Envolve outras pessoas, a tia tem outros clientes. A investigação deve seguir em andamento para identificarmos outros”, disse a delegada.

A vítima foi levada a um abrigo e está sendo acompanhada. O caso vem sendo investigado pela Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA).

 

 

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: