29.5 C
Manaus
Manaus, 21 de outubro de 2018

Em ‘greve’, motoristas de ônibus no Japão levam passageiros de graça

Motoristas de ônibus da cidade de Okayama, no sudoeste do Japão, tomaram as ruas em protesto na última semana fazendo uma ‘greve’ diferente: transportando passageiros, mas sem aceitar o dinheiro de ninguém. As informações são do jornal japonês Japan Today.

Segundo a publicação, os motoristas da Ryobi Group passaram a temer pela estabilidade de seus empregos desde 27 de abril — quando uma empresa concorrente, a Megurin, começou a operar linhas de ônibus sobrepondo as operadas pela Ryobi com uma tarifa mais barata.

Os empregados da Ryobi Group solicitaram à gerência da companhia por mais garantias da segurança de seus trabalhos, mas não foram atendidos. Por este motivo, declararam uma greve.

O Japan Today explica que, em situações como esta, os patrões costumam usar a paralisação contra os empregados, sugerindo ao público que os motoristas estão pensando em suas próprias necessidades antes dos deveres para com a comunidade. Para mostrar que este não é o caso, os motoristas da Ryobi continuaram trabalhando sem aceitar pagamentos de passageiros em períodos determinados.

Em fotos publicadas nas redes sociais, é possível ver os motoristas trabalhando com as catracas dos ônibus cobertas por um pano branco. “A greve de ônibus de Okayama é uma greve maravilhosa que não cobra taxas de clientes, mas afeta apenas o lado da gerência”, diz uma das publicações.

 Esta não é a primeira vez que um protesto do tipo acontece no mundo. Em Brisbane e Sydney, na Austrália, motoristas de ônibus também levaram passageiros de graça em manifestações no ano passado.

Notícias Relacionadas

Peruanos voltam a protestar em Lima e outras cidades contra indulto a Fujimori

Celso

Mãe de Osama se pronuncia pela primeira vez desde o 11 de setembro

Redator Tucumã

Enfim as duas Coreias discutem para diminuir tensões

Celso
%d blogueiros gostam disto: