30.2 C
Manaus
Manaus, 23 de outubro de 2018

Delegado Juan Valério assume diretoria da CORE-AM

A Polícia Civil do Amazonas, por intermédio da Portaria nº 1.371/2018 – GDG/PC, publicada no dia 24 de setembro deste ano, criou a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais do Amazonas (Core-AM), que terá como finalidade coordenar as ações do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera); Grupamento de Operações Aéreas da instituição (GOA); Comissão de Capacitação, Treinamento e Desenvolvimento (CCTD), e a Subgerência de Controle e Manutenção de Armamento. Ainda no âmbito da Core-AM, serão criados o Canil e o Núcleo de Investigações e Operações Policiais da instituição.

O delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Frederico Mendes, ressaltou a importância da criação da Core-AM na instituição. “Isso é um sonho antigo dos policiais civis, principalmente dos grupos especiais. A Core é uma coordenadoria de repressão especializada, e como tal, nós devemos avançar para as melhorias. Esperamos que com o apoio da Secretaria de Segurança do Estado (SSP-AM), bem como do secretário extraordinário e coordenador do Programa GuardiAM, coronel PMAM Walter Cruz, que já sinalizaram positivamente no sentido de implementar uma melhor estrutura para a CORE-AM, para que a gente possa de forma efetiva integrar as ações na instituição em combate à criminalidade”, declarou Mendes.

Designado para atuar como diretor da CORE-AM, o delegado Juan Valério, explicou que, com a criação da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais, a Polícia Civil do Amazonas segue a vanguarda das Polícias Civis do Brasil, no sentido de implantar o setor onde irá concentrar os recursos especiais, tornando assim mais eficiente o acionamento desse mecanismo, bem como desenvolver doutrinas operacionais táticas padrão, objetivando as atividades operacionais dos servidores da instituição.

Atividades da Core-AM – Para especializar as ações táticas da instituição, a maneira encontrada, e mais adequada, foi a criação de uma coordenadoria. “Esse setor foi criado com o intuito de auxiliar os nossos servidores, principalmente, em relação aos colegas que, também, estão na linha de frente, nos Distritos Integrados de Polícia (DIPs), Delegacias Especializadas e Departamentos, para possamos repassar o conhecimento tático-operacional por meio do CCTD”, explicou Valério.

O diretor destacou ainda que a Core-AM irá viabilizar estudos do armamento utilizado pelos servidores da instituição, que irá, além de treinar, averiguar o que pode ser melhorado. “Um dos nossos objetivos é poder unificar e padronizar os padrões táticos de atuação da Polícia Civil do Amazonas, para que os policiais tenham um padrão comportamental em relação as atividades operacionais, seja na atuação em operações policiais ou, até mesmo, na condução de presos, visando minimizar os riscos no trabalho policial”, esclareceu.

Diretor da Core-AM – Bacharel em Direito pela Uninorte Laureate e pós-graduado em Segurança Pública, Juan Valério ingressou na Polícia Civil do Amazonas em 2011, após aprovação em concurso público. Valério prestou o certame para os cargos de investigador e delegado de Polícia, conseguindo se classificar para os dois cargos. Entretanto, para o posto de delegado permaneceu na lista de espera, aguardando nomeação. Em 2011, o servidor tomou posse como investigador e foi lotado no 6º DIP, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

Três anos depois, precisamente em 2014, Juan Valério passou a integrar o quadro de delegados da instituição, atuando à frente da 46ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Boa Vista do Ramos. Em seguida foi indicado para coordenar o Grupo Fera. A autoridade policial integrou ainda o quadro da Estratégia Estadual de Segurança Pública na Fronteira (Esfron), em Tabatinga.

Em 2015, Juan Valério foi o único representante da região Norte a participar do Curso de Operações Táticas Especiais (Cote), promovido pela Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro, por meio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Ele também trabalhou no plantão do 9º DIP, na zona Leste da cidade. Em 2016, passou a responder pela titularidade do 23º DIP, na zona centro-sul, e ainda participou, como membro da Comissão das Estratégias e Ações de Segurança da Polícia Civil do Amazonas, de eventos em torno dos Jogos Olímpicos realizados em agosto daquele mesmo ano.

Em junho de 2016, Valério foi nomeado diretor do DRCO, permanecendo no cargo até fevereiro de 2017, quando assumiu o comando da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Na DEHS, Valério atuou como titular até abril deste ano, quando retornou ao DRCO, quando foi convidado para ser o diretor do Core-AM.

Notícias Relacionadas

Segurança Pública fiscaliza embarcações com destino ao Festival de Parintins

Redator Tucumã

Canoísta britânica foi vitima de latrocínio e teve corpo jogado no rio Solimões

Redator Tucumã

Advogados vão às urnas escolher representante para o TJAM

Suammy Saiury
%d blogueiros gostam disto: