31.5 C
Manaus
Manaus, 17 de agosto de 2018
Portal Tucumã
Image default
Mundo

Conheça a história de cada resgatado de caverna na Tailândia

Os 12 meninos tailandeses e seu técnico de futebol resgatados de uma caverna inundada na Tailândia atraíram olhares de todo o mundo. O time entrou no local no dia 23 de junho, durante um passeio, e foi encontrado após nove dias de buscas.

Eles começaram a ser retirados no domingo (8/7) e as buscas duraram até terça (10). Todos passam bem e a expectativa é que comecem a sair do hospital no próximo domingo (15).

Confira quem são eles:

Duganpet Promtep
Apelido: Dom
13 anos
Atacante e capitão do time, Dom é um “motivador nato e muito respeitado”. “Ele deve ter ajudado muito na caverna com sua presença de espírito”, disse o treinador.

Adul Sam-on
Apelido: Sam
14 anos
Nascido em Mianmar, fugiu da guerra e se tornou o xodó da equipe. Ele também joga vôlei. Fala inglês, tailandês, birmanês, mandarim e a língua de Wa. Teve um papel crucial, atuando como um tradutor.

Somepong Jaiwong 
Apelido: Pong
13 anos
Pong gosta de jogar como ponta direita e seu sonho é atuar pela seleção nacional da Tailândia. Ele escreveu para os pais, na semana passada, dizendo que estava “seguro e tranquilo”.

Mongkol Booneiam 
Apelido: Mark
12 ou 13 anos
Mark é um dos melhores amigos de Adul, com quem joga vôlei na equipe local. Assim como Adul, Mark também teve de fugir de Mianmar para a Tailândia. Segundo colegas, ele é um dos melhores alunos da escola.

Nattawut Takamrong
Apelido: Tern
14 anos
Joga como zagueiro da equipe. Segundo o treinador, é forte e atlético, um dos melhores cabeceadores do time. Em sua carta aos pais, disse estava bem e sabia cuidar de si mesmo.

Peerapat Sompiangjai
Apelido: Night
17 anos
Night jogava como ponta direita. Pequeno e veloz, ele desapareceu no dia do seu aniversário. Seus pais disseram que estão esperando ele voltar e a festa está montada desde o dia em que ele sumiu.

Prajak Sutham
Apelido: Note
15 anos
Atacante, trabalha com o pai. Os amigos disseram ter ficado chocados ao saber que ele entrou na caverna. “Ele é medroso, nunca pensei que fosse fazer isso”, disse um deles.

Pipat Pho
Apelido: Nick
13 anos
Meio de campo da equipe, ele é conhecido por ser um garoto pacato e tímido, que não gosta de falar muito. Em sua carta aos pais, ele apenas escreveu “Amo a mamãe e o papai”, e desenhou um coração.

Panumas Sangdee 
Apelido: Mig
13 anos
Segundo Nopparat Kantawong, o técnico da equipe, Mig é um dos zagueiros da equipe, um dos maiores do elenco, e o que mais gosta de se embrenhar na floresta.

Chanin Vibulrungruang
Apelido: Titã
11 anos
O mais jovem, ele atua como atacante, e começou a jogar futebol aos 7 anos. Há dois anos começou a jogar com a equipe. Além de futebol, também joga vôlei e gosta de passear de bicicleta.

Ekarat Wongsukchan
Apelido: Bew
14 anos
Bew é o goleiro do time, e o mais alto, com 1,70 metro.

Pornchai Kamluang
Apelido: Tee
16 anos
Principal defensor da equipe, ele joga como zagueiro.

Ekapol Chantawong 
Apelido: Ake
25 anos
Treinador-assistente do time, perdeu os pais em Mianmar e tentou se tornar monge. Levou os garotos para o passeio na floresta e na caverna.

Notícias Relacionadas