Arthur afirma que deve vencer Alckmin | Novo comando a frente da Cigás | Mais mudanças no secretariado de Amazonino | Saiba mais!

Candidatura     

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB-AM) que deve enfrentar o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nas prévias que definirão o candidato tucano à Presidência da República em 2018, afirmou que está ‘confiante’ para derrotar Alckmin na disputa pela vaga em votação a ser realizada no ano que vem.

‘Sou melhor que ele’

“Eu acredito sinceramente que as prévias arrancam com o favoritismo dele [Alckmin], mas, se porventura, eu derrotar esse favoritismo e convencer as pessoas de que eu sou mais viável nas eleições, vou ter um voto de confiança. Eu sou um candidato mais viável e muito melhor para enfrentar o Lula” afirmou o prefeito.

Voto contra

Mesmo sendo da base do Governo de Michel Temer, o deputado federal Alfredo Nascimento (PR), anunciou que irá votar contra a reforma da Previdência, explicando que a reforma  é necessária para estancar a sangria nas contas públicas e rever privilégios, mas ressalta que não há clima para votar uma matéria tão delicada a menos de uma ano da eleição presidencial. “A proposta do Governo está desfigurada e não vejo legitimidade e clima político para aprovar neste momento mudanças tão polêmicas”, disse Alfredo.

Derrubada

Ainda falando sobre a reforma, o desembargador Hilton Queiroz, presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), derrubou nesse domingo (3), a decisão liminar (provisória) que havia suspendido a veiculação da campanha publicitária do governo federal sobre a reforma da Previdência. Na decisão pela suspensão, proferida na semana passada, a juíza Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, entendeu que o conteúdo das peças publicitárias veicula desinformações. A suspensão da exibição das peças publicitárias foi solicitada a partir de uma ação protocolada pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), entre outras entidades.

Cigás

O ex-governador Samuel Hanan tem o nome cogitado, entre aliados do governador Amazonino Mendes (PDT), para assumir nesta semana a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), hoje comandada pelo ex-presidente da Assembléia Legislativa (ALE-AM) Lino Chíxaro. Na semana passada, Hanan foi exonerado do governo do cargo de secretário Extraordinário, para o qual foi nomeada a presidente do PV no Amazonas, Eliane Ferreira.

Vaquinha

O advogado criminalista Cláudio Dalledone Júnior, que atuou no caso do goleiro Bruno em 2010, condenado pela morte de Eliza Samúdio, será responsável pela defesa do delegado Gustavo Sotero, acusado de matar a tiros o advogado Wilson Justo. A informação foi confirmada pela também advogada de Sotero, Carmem Romero. O advogado está em Manaus desde o último dia 30, para obter detalhes sobre o caso, e uma ‘vaquinha’ , estaria sendo feita entre os delegados para pagar o trabalho de Dalledone, que teria pedido o valor de R$ 50 mil.

Nova ‘dança’

O comentário que anda ‘agitando’ as estruturas do Governo, seria a nova ‘dança das cadeiras’ prevista para passar no secretariado do Governo. Desta vez os nomes que estariam preparados para dar ‘tchau’ seriam: José Augusto de Melo Neto (Seduc); Denílson Novo (SEC) e Sidney Leite (Casa Civil). Até agora nenhuma exoneração de fato foi confirmada, mas tudo indica que os ‘ventos’ não estariam tão a favor destes nomeados.

Comente com o Facebook
Input your search keywords and press Enter.
%d blogueiros gostam disto: