31.5 C
Manaus
Manaus, 16 de agosto de 2018
Portal Tucumã
Image default
Bastidores da Política

Alfredo realiza reunião de candidatura ao lado de lideranças | Juiz repudia acusações contra Adail Filho | PT dividido entre Praciano e Vanessa | Saiba mais!

CANDIDATURA  

Confirmando todas as especulações sobre sua candidatura ao Senado, o deputado federal Alfredo Nascimento (PR), realizou uma reunião na noite desta terça-feira (26), com lideranças das zonas Oeste e Centro-Oeste. “Amigos que estão unindo forças conosco em mais esta caminhada, discutindo e debatendo soluções para o nosso Amazonas” disse Alfredo.

GRUPO FORMADO

O encontro ainda teve a presença do pré-candidato a deputado federal Marcelo Ramos, a deputada Alessandra Campelo, pré-candidata à reeleição, e os pré-candidatos a deputado estadual Fabrício Lima e Luiz Américo. “Estamos todos numa mesma sintonia por um Amazonas mais desenvolvido social e economicamente” garantiu Alfredo.

‘BLINDADO’

O presidente da Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon), juiz Cássio Borges, repudiou, em nota, as declarações atribuídas a promotores de Coari, segundo as quais o prefeito do município, Adail Filho (PP), seria “blindado pela Justiça”. Segundo ele, as ações propostas pelo Ministério Público seguem o trâmite normal.

DENÚNCIA

O prefeito de Coari, Adail Pinheiro Filho (PP), protocolizou nesta terça na sede do Ministério Público do Estado (MPE) uma denúncia sobre possíveis irregularidades nas ações do promotor do município, Wesley Machado, supostamente envolvido em uma organização criminosa que estaria tramando a cassação do prefeito. Confira a matéria clicando aqui.

PARCERIA

O ex-deputado federal Francisco Praciano andou confirmando que não só será candidato ao Senado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) como também pode fazer uma ‘parceria’ com a senadora Vanessa Grazziotin, que tentará a reeleição ao Senado pelo PCdoB. “Temos uma história de lutas e comportamento que os outros não têm”, defendeu ele.

DOIS EM UM

Questionado ainda se o diretório nacional do PT não iria privilegiar o apoio à candidatura de Vanessa, Praciano respondeu: “Por que o PT abriria mão da minha candidatura? São duas candidaturas por coligação. Praciano e Vanessa”, afirmou. Então tá.

Notícias Relacionadas